terça-feira, 9 de setembro de 2008

Meu vizinho é minha anta

Tenho um vizinho playboy. Playboy verdureiro. Já não se fazem playboys como antigamente. Será culpa da alta do real e da baixa do dólar? Se for, FHC e Lula tem cumplicidade com a questão. Mas, voltando ao meu vizinho; quando se sabe que o cabra é playboy? Pelo barulho que saem das caixas de som do carro, eles colocam o volume no: até quase estourar os tímpanos. No meu caso, ele coloca aquilo que ele chama de música, naquele trambolho que ele chama de carro, sempre nos momentos mais impróprios. Geralmente quando estou tentando fazer minha filha de cinco meses dormir. Será que os playboys existem mesmo? Quero dizer, não seriam eles alienígenas, que andam por aí disfarçados de “gente”? Porque na verdade, não sei quem são, os reconheço apenas pela desconjuntura auditiva e mental que sofro quando passam por mim. Com certeza, a Nasa deve ter milhares de relatórios e imagens proibidos de ir à público sobre eles. 
Então. Tive uma idéia. Basta de tantas datas comemorativa vazias no nosso calendário. Vamos descomemorar. Sem essa de Judas. Jesus já está bem, já o perdoou. Judas está muito melhor do que nós. Vamos malhar os playboys. Vamos instituir o dia em que roubaram nossa paz e alugaram nossos ouvidos. Vamos malhar os playboys. Uma Dica: Podemos começar pelo meu vizinho.

6 comentários:

Jac Oliveira disse...

No momento vim agradecer tua visita. Lerei os outros posts e arquivos com calma :) mas em relação aos playboys, que aqui no Sul tb são chamados de "magal", são uma praga difícil de combater. Tipo barata sabe?
eu adoro ouvir som alto no meu carro, mas acho que ninguem lá fora ouve :) heheh

Lilás disse...

O quêeee! Isso é praga nacional mesmo!
Aqui no Rio, funkeiros em geral, acham que o som que eles escutam é tão bom que insistem compartilhar com todos. Noutro dia, até levei um susto, porque procurei o carro, mas o que passou na minha frente era um sujeito franzino, emcima de uma moto vagabunda mas com uma aparelhagem na talzinha que se ouvia no início da rua.
Motoqueiro com som stéreo. Não sei nem o que é pior, sabe.
Odeio! humpf

Gabi disse...

Gente, vizinho playboy é horrível mesmo! Eu já até acordei de madrigada com briga de casal no dia dos namorados... Fiz "Shhhhhh" pela janela e os gritavam tanto que não me escutavam. Gente, foi horrível!

Rafa disse...

Pior que todos eles têm esse carro igual. Parece um trio elétrico tunado. Adorei a idéia de malhar os seres dessa espécie.

Anônimo disse...

Então..esses preyboys, agroboys, felas das quengas..é tudo uóoooooooo!!
eu sei oq é viver cercada por essa praga ambulante , penso q essa coisa toda de querer mostrar que tem um "carro" e um "som", é simplesmente a deficiencia de um penis interessante, como o infeliz tem o pau piqueno o jeito é querer chamar a atenção atravéz do que eles chamam de musica, que pra mim nada mais é que quimica da pior especie, pois esses forrozeros sem noção pegam uma musica e as transformam na mais puta merda!!

Se for pra malhar esses escrotos eu quero ser a primeira.

e viva o rock'n'roll!!
vc já percebeu que as pessoas de bom gosto musical não fazem isso?
então que mil carros de som com a mais linda canção de rock, pop e blues se unam e abafem o barulho insurportavel dos Preiboys sem noção!!
Amiguinha...vc é a menina mais linda que eu ja tive o prazer de chamar de amiga, viva nós!

Pra vc serei sempre a Sú.

mas pode me chamar de dorothy gale, kkkkk

Stefanye disse...

Amei seu viziho kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
mais todo mundo tem um desses viu!!!!
bjusssssssssssssssss