quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Tudo que ficou
Pode ir embora
Lavo as mãos e a alma.
Escorrem gotas envenenadas
De nada que ficou
E de tudo que não quero mais
Corre, vai rápido
Meu coração está cheio de refazimento

E a água levou...
Purificou esse peito meu
E eu fiquei.
E me enchi de tudo o que eu quero viver
E me lavei.
Transbordei.
Limpei-me
De você

No Player: Spoiled - Joss Stone

6 comentários:

Candy disse...

Ainda nao cheguei na fase de me lavar...
quem sabe amanhã, né?
Vc conseguiu?

;****

felipe lima disse...

Esse é o melhor banho que existe!

mfc disse...

As águas sempre foram purificadoras...

Madame Mim disse...

Lindo poema.

Lilás/Beth disse...

Não publique este, ok.

Aí vai meu email:

bqlucas@hotmail.com

Mande uma foto bem bonitona, heim!
bjs

Robson disse...

"Meu coração está cheio de refazimento"

Clap ! clap! clap! de pé! vc disse tudo.