sábado, 6 de setembro de 2008

Permisso, Dangeli

Conheço uma garota, aliás, nos conhecemos há long, long time ago. Mercedez Saporta. Tenho um vínculo inexplicável com essa menina de 23 anos. Gosto muito dela. E na maioria do tempo tento entendê-la; apesar dela me provocar algumas sensações que não me agradam. Mas, ela é amiga, e isso já é o bastante.
Mercedez, é nostálgica e um tanto quanto melancólica. Ácida.
Ela e suas teorias...
Ela me pediu, e eu abro pra senhorita Saporta, uma licença poética no meu blog. É que ela extravasa escrevendo. E eu cedi espaço pra ela mostrar seus devaneios aqui. Perguntei a ela porque não fazia seu próprio blog - e ela me disse, que não teria paciência pra ficar atualizando. Quer escrever quando der na telha, e publicar suas letras.
Bom, já li algumas coisas de Saporta. É meio estranho e confuso, como quase tudo que vem dela. Os textos têm início, meio, mas nem sempre tem fim. A maioria deles, deixa a impressão que teria algo mais a ser dito (ou escrito). Não sei se é proposital; enfim, de escritor e louco todo mundo tem um pouco.
Atenção ao esbarrar com ela por aqui...

Um comentário:

sandra su araujo disse...

[segredinho]

eu amo essa srta. saporta, conheço essa menina intrigante de outras vidas, penso!!
e a verdade é q ela tem um q que encanta, mas ela só se deixa encantar por quem quer tbm, ela as vezes é meio subversiva com as ideias, revolucionaria sem revolução, um tsunami de emoções...
espero q ela apareça mais vezes pelo seu blog, pq ela é q nem eu linda inteligernte meio louca feliz, coração de ouro e priguiçosa!!
kkkk