domingo, 29 de agosto de 2010


Eu tenho uma lanterninha
Ela possui um desprezível sensor.
Quando eu baixo a guarda
Ele ilumina meus cantos escuros
E então eu encontro coisas
Que há muito não via
Na verdade que eu nem lembrava que existiam.
E então, como se eu estivesse em um transe
Pego fita adesiva, cola, papel, tesoura
E quero recuperar
Num intuito de resgatar o que eu vivi,
E o que todas essas coisas me proporcionaram.
E então ouço um estalar,
E lembro que eu não sou muito boa com remendos
E  antes que tudo se esfacele em minha mãos
Respiro aliviada por lembrar-me
Que eu gosto mesmo é do novo
E então fito o olhar no horizonte.

                      P.S: Logo, logo, o blog voltará a ter trilha sonora.


 

6 comentários:

Beth/Lilás disse...

Lindona, você voltou mesmo?!
Você escreve tão lindamente, por favor não desapareça de novo.
um beijo grande e carioca

Michelle Dangeli disse...

Lilás, não fala assim que eu choro (rs)

Robson Schneider disse...

Eeei Michelleeee! nossa quanto tempo!! que bom que voltou! engraçado que enquanto vc volta eu passo por uma enorme vontade de fechar o blog... absoluta falta de inpiração pra escrever qualquer coisa que seja.
beijos saudosos!!!

Candy disse...

E é pelo que ficou 'quebrado' lá trás que você consegue ver esse horizonte de hoje.
;)

beeeijo

Jullyane disse...

O Desafio Literário foi proposto no começo do ano, lê o post http://vermelhasunhas.blogspot.com/2010/01/desafio-literario.html e ele propôs que lêssemos um livro por mês conforme as indicações e fizéssemos as resenhas. Não dá mais pra começar agora, mas vc fica inteirada que acho que ano que vem eles propõem alguma outra coisa bacana.

Beijos, linda

Junkie Careta disse...

Onde consigo uma lanterna desas baby?

Onde faço esse curso de remendos? eu tb sou péssimo com eles...

O novo é sempre mais atrativo, mas, me sinto meio covarde quando desisto de algo sem tentar consertar. Há livros maravilhosos, bem antigos, que remendei e continuo lendo em noites difíceis,não os trocaria pelo novo mais lido do mês em hipótese alguma.
Sim. Eu sei que há uma profunda diferença entre pessoas e livros.

E essa lanterna?aceitam boleto bancário?