domingo, 11 de abril de 2010

Colorido é melhor

Existem dentro de mim todas as possibilidades do mundo.
É dolorido pensar que poderia ser diferente. Ou indiferente.
Se foi, já passou. E não me interessa mais.
É importante lembrar que eu existo. Mas, nem sempre foi assim.
Caleidoscopicamente eu me (re)encontro. Multicor.
Me perder pra me encontrar. Não acreditava que poderia ser assim.
Estou viva. Posso até sentir meu toque.
Não lamento pelo tempo. Ele é sem dúvida meu maior aliado.
Não consigo descrever. Desnecessário, vai ser bem perceptível.
Transborda e toma conta do lugar.
Um sopro e pronto!
O que era pó, virou vida.




2 comentários:

Junkie careta disse...

- Comentário para ser lido ao som de "Lucy in the sky with diamonds'(com Beatles,please) ou o último do MGMT (Congratulations):

É isso mesmo baby. é Necessário mesmo às vezes limpar as gavetas de si,Fazer um Feng Shui interno. O que não pode é ser sem cor, ser triste.A vida não merece isso. Sobre essa questão, sempre lembro de Caio F.

"Não se pode ser infeliz, não se pode morrer em vida, não se pode desistir de amar, de criar. Não se pode: é pecado, é proibido (...) Não é possível adiar a vida.

Volte a escrever sobre seu mundo aqui, por favor.

Grande abraço

Junkie careta disse...

Dangeli,

Achei que fosse encontrar um texto novo.

Estou propondo um brinde aos meus amigos da blogesfera.Apareça com sua taça no spleen para celebrar comigo.

Apareça quando puder.

Grande abraço